quinta-feira, 26 de agosto de 2010

3. ANTICONVULSIVANTES (antiepiléticos)



Neste grupo encontram-se as medicações usadas para combater as crises convulsivas (parciais, grande mal, ausência e outras), corrigindo a transmissão elétrica do cérebro. Existe um grupo antigo ou clássico: Hidantal, Gardenal, além de outros, os híbridos (de origem benzodiazepínicas), Rivotril e os de última geração: Tegretol, Deparkine.
Uma grande novidade é que os remédios deste grupo não tem contribuído apenas para melhorar as crises epiléticas e as “disritmias” – nome impróprio, mas muito conhecido entre os leigos. Eles têm sido usados no combate de outros problemas. Exemplos: Rivotril (clonazepan) cada vez mais usado para combater a síndrome do pânico e as fobias; Tegretol, Depakene: empregados como moduladores (equilibradores) de humor nos pacientes com desordem afetiva bipolar (humor instável e flutuante) bem como nos pacientes esquizo-afetivos.

Continuação Capítulo XIV
“Medicação” – Mitos e realidade (psicofármacos)

3 comentários:

  1. Doutor, boa noite. Portadora que sou do sombrio mal que é a fibromialgia, li, recentemente, artigos relacionando a síndrome ao uso do anticonvulsionante PREGABALINA. Como a dor não "dá folga" em momento algum, fibromiálgicos "atiram pra todo lado". Minha dúvida é: este medicamento é viciante fisicamente? Sim, porque, psicologicamente, já estou viciada [sorriso...]. Grata pela atenção.
    Magaly
    magarruda@ig.com.br

    ResponderExcluir
  2. Conexão com o Arco Íris.

    Não há mais tempo está Jurado e a Trombeta com todos os segredos foram Revelados e Já Foi Ouvida desde o Arco Íris para o Eterno Cosmo de Amor.

    http://wwwrebentocom.blogspot.com/2011/03/porque-o-castro.html

    ResponderExcluir
  3. `parece ser muito bom mesmo o filme!Mas quero que me tire uma dúvida!Meu filho tem 6 anos está no primeiro ano e é inteligentíssimo ,fala como adulto coisa que não gosta ,coisa que gosto não tem preguiça,só dorme tarde .A diretora da escola me pediu para dar a ele calmante não tenho coragem ,não acho ele nervoso!O que você pode me dizer ?A professora vem o agredindo psicologicamente com recados grosseiros como:Que pena!!você não sabe pregar!Cadê o capricho!E outras coisas do gênero.Já procurei todos os orgãos competentes mas ninguém faz nada,ele não quiz mais voltar para a escola.O caderno dele está todo escrito !Socorro me ajude !

    ResponderExcluir